Simbolismos gaúchos

::CHAMA CRIOULA::
Como o Fogo Simbólico, que simboliza o espírito do culto à Pátria, a chama Crioula encarna a magnitude da Tradição gaúcha. A Chama Crioula de 1947, transformou-se num símbolo gaúcho, para arder nos Centros de Tradições Gaúchas, nas Semanas Farroupilhas e em outros eventos tradicionais. É a representação do amor ao pago. O ideal do, também símbolo tradicionalista, folclorista Paixão Corte, com aquele primeiro facho traduziu a fertilidade da cultura que se perpetua na ronda legada aos tradicionalistas: a chama da alma gaúcha!

::ERVA MATE::

Entre os símbolos tradicionais do gaúcho, a Ilex Paraguayensis, sem dúvida, é destaque, pois ela é a provedora da seiva que marca o mais ardoroso hábito gauchesco: o de chimarrear.

::ESTRELA BOIEIRA::

Estrela d’Alva, ou Planeta Vênus. A Estrela Boieira surge no poente logo ao anoitecer, e no nascente, pela madrugada, antes do sol raiar. Guia inconstante dos boiadeiros, a estrela d’Alva é o Guia inconstante dos boiadeiros, a estrela d’Alva é o símbolo do gaúcho, que nas tropeadas aprendeu a admirá-la.

::QUERO QUERO::
O tradicional sentinela das coxilhas, pertence à família “Vanellus Chilensis”. Incontestavelmente é, este pernalta ereto, o vigia avançado de cada pago. O quero-quero nunca pousa em árvores, ou palanques, mas somente no solo. Vivendo comumente em casais, jamais abandona seus ninhos e filhotes, defendendo-os bravamente, num exemplo que deveria ser seguido por muitos homens e mulheres. Quando sente-se ameaçado investe-se contra o invasor de seu domínio, com gritos de alvoroço, com vôos rasantes. Com pertinácia, para despistar quem procura localizar seu ninho ou filhote, ele vai gritar, simulando preocupação, longe do local em que os mesmos se encontram.

::ROSA::
A rainha das flores é considerada um símbolo da cultura gaúcha. Aparece na bomba do mate, de cuja nomenclatura dada ao anel, ou refreador, também é conhecido por “botão de rosa”, quando assim estilizado. Pertence à família das Rosáceas, as prendas usam-na no cabelo.

::UMBU::
Da família das fitolacáceas, é uma árvore de grande tamanho, cujas raízes saem à flor da terra, que pela copada, produz excelente sombra. É, como o pinheiro e a figueira, uma árvore simbólica do rio Grande Sul. Seu crescimento é rápido. Seus frutos, em bagas, são nutritivos.

::OUTROS::
Existem coisas, sentimentos, palavras, e seres que simbolizam o gauchismo, mesmo que não oficializados, vamos assim dizer, mas pelo tanto que representam ao tradicionalismo. Os de maior significado, ao nosso entender, são: Boleadeiras, Bombacha, Carreta, Chimarrão, Chiripá, Chula, Churrasco, Estância, Fandango, Farrapo, Figueira, Fogo-de-chão, Gado, Galpão, Gaudério, Guasca, Hospitalidade, Laço, Martín Fierro, Minuano, Missioneiro, Negrinho do Pastoreio, Pago, Pala, Pampa, Pingo, Pinheiro, Querência, Retovar, Sepé-Tiaraju, Sinuelo, Taita, Tapera, Tava, Vaqueano entre outros.Fonte: Carlos Zatti - Nas restevas do Gauchismo.

Ouvir pelo MediaPlayer Ouvir pelo Winamp Android iTunes Facebook