Página Alma Pampeana

DICIONÁRIO
CARRETÃO, s. Carreta curta, pequena, puxada por uma única junta de bois, usada no serviço doméstico da estância. Ainda veículo reforçado, sem leito, de duas rodas, puxado por muitas juntas de bois, destinado ao transporte de toras.
CHARQUEADA, s. Saladeiro, estabelecimento onde o gado é abatido para a fabricação do charque. Em sentido figurado, no jogo, fazer charqueada, significa derrotar o adversário, deixando-o sem dinheiro.
CHASQUE, s. Mensageiro, estafeta, próprio, pessoa que se despacha levando uma mensagem.
CHARQUE, s. Carne de gado bovino, salgada e seca, em mantas. 

ADÁGIOS
* A formiga sabe que erva corta.
* A formiga, quando quer perder-se, cria asas.
* A gato velho camundongo novo.
* A má ovelha deita o rebanho a perder.

11 de setembro de 1836!
O dia que o Rio Grande se tornou...
um país independente e soberano!

Caro amigo,
A maioria dos gaúchos não sabe disso! Porque a escola e a “história oficial” não ensinam!
Não interessa ao Brasil que o gaúcho saiba sobre este episódio de sua história!
E quando mostram o fato, sua importância, é diminuída, como algo pitoresco, secundário e sem conseqüência!
Compreende-se.
Este fato leva o povo gaúcho à reflexão, à busca das suas verdadeiras origens, de sua verdadeira identidade!...
Este fato tem causas que são escamoteadas pela história oficial e desconhecidas da grande maioria do povo, mas reveladoras e de grande importância para que o povo conheça-se!
Tem também conseqüências que levam a questionamentos mais amplos e profundos sobre a real condição deste povo, sobre seu papel dentro de uma sociedade maior que o discrimina, humilha e escraviza!

Compreendemos!

O grande receio que têm os professores e historiadores brasileiros (Aqueles que conhecem a verdade!) é de que a consciência do povo gaúcho seja despertada à simples análise deste fato, ocorrido há tão pouco tempo...

Compreendemos... MAS NÃO ACEITAMOS!
A RÁDIO PAMPEANA está comprometida com o resgate da verdade!
O povo gaúcho não só merece, mas PRECISA SABER!
PRECISA REFLETIR...
PRECISA SE CONHECER E SE DESCOBRIR...
PRECISA ENCONTRAR SUAS RAÍZES E FAZER AS PAZES COM O SEU PASSADO (O LEGÍTIMO! O VERDADEIRO!)...
O Rio Grande foi, após a Proclamação da República que comemoramos em 11/09, atacado por enormes forças Imperiais...

Tem início, então a GUERRA DOS FARRAPOS!
Uma guerra eminentemente GAÚCHA...

Os Farrapos defenderam nossa terra Rio-Grandense com todas as suas forças, com garra e bravura, e mesmo com suas vidas, para que o ato do 11 de Setembro de 1836, realizado pelo Gen. Neto, fosse o nosso legado!
Morreram cerca de 3.000 bravos, na defesa do nosso país gaúcho!

Morreram porque acreditaram que ser livre e independente
 era nosso destino...

Tu achas que OS FARRAPOS lutaram e morreram em vão?

Nós da RÁDIO PAMPEANA também não achamos.

CULINÁRIA CAMPEIRA
Prato é típico da região sul do país e foi passado de geração em geração.
Carne fica 12 horas descansando no tempero e mais 06 assando na brasa. 

Ingredientes:
- Costela
- Sal
- Pimenta calabresa
- Pimenta do reino

 Modo de preparo:
Limpe bem a carne. Depois, misture o sal grosso e as pimentas do reino e calabresa. Em seguida, tempere as costelas. Quando estiverem temperadas, deixe descansando por aproximadamente 12 horas.
Passado o tempo de descanso da carne no tempero, coloque para assar em um espeto no chão. Deixe por aproximadamente seis horas. É o tempo que a costela fica no ponto e pronta para ser servida.

Ouvir pelo MediaPlayer Ouvir pelo Winamp Android iTunes Facebook